Os Quentes da Madrugada

Saiba um pouco mais sobre o tema do documentário “Carimbó, os Quentes da Madrugada” em produção em parceria com a Mutante Filmes.
O Carimbó, de Santarém Novo a 200km de Belém, apresenta características particulares que o destacam de outras expressões do estado. Essa peculiaridade está ligada à sua origem mais que centenária, fruto da histórica formação étnico-cultural da população da cidade, uma das mais antigas do Pará. É lá que acontece todos os anos, no período de 21 a 31 de dezembro, a FESTIVIDADE DE CARIMBÓ DE SÃO BENEDITO, uma festa popular que representa uma das mais perenes tradições culturais e religiosas da região, sendo realizada ininterruptamente desde meados do século XIX.

A devoção a São Benedito propõe uma abordagem mais complexa da organização sociocultural da festa, e confere a ela identidade única. A Irmandade de São Benedito, criada há quase duzentos anos no município, mantém uma tradição extremamente complexa que envolve onze dias ininterruptos de festa, incluindo novenas, ladainhas, alvoradas, levantamento de mastro, comidas típicas, trajes tradicionais e diversos cargos como juízes, festeiros, mordomos, padrinhos e outros.

Afirmando o vigor dessa tradição, quase uma centena de candidatos disputam o cargo de festeiros de cada um dos onze dias da festa, se responsabilizando pela decoração do Barracão da Irmandade – que é decorado a cada dia – pela apresentação de abertura da festa, pela recepção da alvorada, pelos comes e bebes e a organização dos músicos que irão tocar na sua noite.

O conjunto musical Os Quentes da Madrugada, que conduz a festa, é liderado com capricho e rigor pelo Diretor de Carimbó da Irmandade, e chama a atenção pela excelência artística de seu repertório e o virtuosismo de seus cantores e percussionistas. Formado exclusivamente por lavradores, pescadores e tiradores de caranguejo da própria comunidade, membros da Irmandade, o conjunto utiliza somente instrumentos de percussão produzidos artesanalmente pelos mestres locais, tais como os grandes curimbós escavados em tronco de árvore e encuirados com couro de animais, o rufo (espécie de pequeno tambor de marcação), maracás feitos de cuieiras, o reque-reque feito de bambu, etc. Não se usa instrumentos elétricos no Carimbó.

Os trajes tradicionais – paletó e gravata para os homens e blusa de manga e saia longa para as mulheres – são adereços que sugerem e propiciam movimentos coreográficos muito particulares e extremamente graciosos aos dançarinos, que impressionam pelo seu virtuosismo. A ausência dos instrumentos de sopro, a forma do baile com pausas entre as canções para descanso e troca dos pares são características próprias do carimbó de Santarém Novo.

10 comentários em “Os Quentes da Madrugada

  1. Assisti Os Quantes da Madrugada ontem e hoje no Sesc Pinheiros, foi o meu primeiro contato com o carimbó e também paixão a primeira vista!!!
    Há vídeos e/ou DVDs de voces pra que eu possa assistir e dançar pra matar um pouco da saudade que vou ficar de todos voces?

  2. Assisti Os Quantes da Madrugada ontem e hoje no Sesc Pinheiros, foi o meu primeiro contato com o carimbó e também paixão a primeira vista!!!
    Há vídeos e/ou DVDs de voces pra que eu possa assistir e dançar pra matar um pouco da saudade que vou ficar de todos voces?

  3. Assisti Os Quantes da Madrugada ontem e hoje no Sesc Pinheiros, foi o meu primeiro contato com o carimbó e também paixão a primeira vista!!!
    Há vídeos e/ou DVDs de voces pra que eu possa assistir e dançar pra matar um pouco da saudade que vou ficar de todos voces?

  4. Assisti Os Quantes da Madrugada ontem e hoje no Sesc Pinheiros, foi o meu primeiro contato com o carimbó e também paixão a primeira vista!!!
    Há vídeos e/ou DVDs de voces pra que eu possa assistir e dançar pra matar um pouco da saudade que vou ficar de todos voces?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.