Descubra as conexões

Discover the Networks é um impressionante banco de dados relacionando nomes de pessoas, organizações civis e universidades de esquerda com seus financiadores, mentores intelectuais e partidos políticos. É difícil defini-lo como um think tank neo-conservador porque não há propriamente reflexão articulada, mas sim uma crueza de informações, literalmente “fichando” indivíduos e organizações, com o já conhecido dedo acusador contra o anti-patriotismo e anti-americanismo, concedendo até o título máximo aos “leftists monsters”, uma galeria ainda livre de representantes estadunidenses.
A navegabilidade do sitio é excelente, cheio de hipertextos, endereços completos e informações supostamente secretas sobre as conexões da “esquerda” americana, se é que ela existe de fato, ao lado de artigos de conservadores atestando as informações ali contidas.
Naturalmente houve uma grita dos intelectuais fichados no sitio, acusando-o de incentivar um novo marcatismo. O próprio David Horowitz, responsável pela base de dados, defende o DTN com uma argumentação infantil na linha “eu avisei que eles iam dizer isso da gente portanto essa história de macartismo não é verdade”.
Na temperatura em que foi lançado, o sitio embarca na onda persecutória que imbecilizou a classe média dos EUA e, deu no que deu, reelegeu W. Bush contra o devéras insosso primeiro-damo do ketchup John Kerry. Também pode fazer um desavisado confundir Mohhamed Atta com Noam Chomsky.
Não tenho a menor afinidade com o DPN, mas como recurso de informação e (anti) propaganda é perfeito.
Me deu uma idéia: e se nós colocassemos na rede toda a trama de senhores responsáveis pelas relações incestuosas entre os negócios privados que emergem dos governos e legislativos Brasil afora, ligando os pontos dos financiamentos de campanha, da influência na midia, da academia e das personalidades (leia-se celebridades) com a classe política cá em terra brasilis?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.