O tato e o tecido

Não faz muito tempo Fidel Castro discursava para uma multidão na Avenida Malecón. Falou, como sempre, horas a fio. O tradicional dedo em riste cutucando os imperialistas já cedia lugar a um gesto repetitivo. Raspava o polegar opositor na gola de seu uniforme verde-oliva. É um gesto idoso. Quando o tato vai se perdendo, sentir…